14 abril, 2010

Jesus não sabia de nada...

Por Ruy Cavalcante

"Jesus, pois, chamou-os para junto de si e lhes disse: Sabeis que os governadores dos gentios os dominam, e os seus grandes exercem autoridades sobre eles. Não será assim entre vós; antes, qualquer que entre vós quiser tornar-se grande, será esse o que vos sirva; e qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, será vosso servo; assim como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos". (Mateus 20:25-26)

Engraçado, ao ler esse texto fico com a impressão de que os líderes da igreja atual consideram Jesus um lunático. Me pego imaginando o que eles devem pensar quando estão diante de documentos como este. Talvez algo como:

“Ora ora, Jesus não sabia de nada”.
Bom, pelo menos eu não consigo entender outro motivo para tão grande discrepância entre os ensinamentos de Cristo e aquilo que é ensinado, pregado e vivido hoje em dia.

Sinceramente, ao meditar nestas palavras de Jesus, em seu contexto e nas passagens correlatas, não consigo chegar a outra conclusão diferente da afirmação de que entre o povo de Deus não devem existir maiorais, guias dominadores, que determinam tudo em nossa vida eclesiástica e pessoal. Mas será que as coisas têm funcionado dessa forma?

A nossa relação com a liderança cristã tem sido semelhante à relação rei x súdito, senhor x servo ou está parecida com a relação irmão x irmão, servo x servo? Somos iguais e servimos um ao outro ou eles possuem uma posição mais elevada na pirâmide hierárquica cristã (embora ela de fato não exista, ou não devesse existir)?

Infelizmente estamos longe de sermos servos uns dos outros. Somos ensinados todos os dias a liderar pessoas e a exercer autoridade sobre a vida delas, mesmo isso sendo contrário a vontade de Jesus, que de fato, mesmo sendo Deus, veio para nos servir e entregar sua vida por amor de nós. Alheios a isso, existem muitos poucos líderes hoje em dia dispostos a considerar os membros da congregação superiores a si mesmos. O que eles querem é dominar.

Pedro os ensina a conduzir o rebanho de Deus (isso mesmo, de Deus, o rebanho não é deles) como exemplo de ovelha, não como dominadores (I Pedro 5:2-3), mas esse princípio não faz eco em suas vidas. Jesus diz que o maior de nós é justamente o maior servo, não o maior líder, ao mesmo tempo em que decreta: “um só é o vosso Guia, que é o Cristo” (Mateus 23:8-11). Quanta diferença... Nossos “guias” gostam de usar o exemplo dos reis velho-testamentários para justificar seus ministérios monárquicos, esquecendo completamente que eles figuravam Cristo e não a igreja.

Posto isso, a única conclusão que encontro faz coro com diversos outros Blogs Cristãos, com pregadores reformados (genuínos) e com um incontável número de cristãos sinceros pelo Brasil inteiro: Precisamos retornar ao Evangelho de Cristo enquanto é tempo, afinal de contas, se existe uma geração que Deus quer levantar (e eu tenho convicção que Ele quer), é a geração de eleitos convertidos a Cristo, através da Palavra que liberta, e ela, assim como Ele, não muda.



4 comentários:

  1. "Fomos ensinados todos os dias a liderar pessoas e a exercer autoridade sobre a vida delas, mesmo isso sendo contrário a vontade de Jesus, que de fato, mesmo sendo Deus, veio para nos servir e entregar sua vida por amor de nós. Alheios a isso, existem muitos poucos líderes hoje em dia dispostos a considerar os membros da congregação superiores a si mesmos. O que eles querem é dominar".

    É uma realidade... a humildade está passando bem longe da vida da maioria dos líderes atuais que sentem-se donos do poder e da igreja - eles podem abençoar ou amaldiçoar - e isto soa forte na vida dos fiéis...

    DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS. Muito bom o seu texto.

    Quando puder e vosso tempo permitir, dê uma passadinha em nosso humilde blog: www.evangelismoelouvor.com . Trabalhamos num Projeto de Evangelismo e Louvor. Convido-te para ingressar (se lhe parecer bem) em nosso quadro de SEGUIDORES. Dessa forma, contaremos com o vosso apoio e, se possível, vossas orações, além de compartilharmos informações.

    À Deus, toda a glória.

    Ozenice Almeida
    Nosso Blog: www.evangelismoelouvor.com

    ResponderExcluir
  2. Ola irmã, já estou seguindo teu blog, alias vou indica-lo aos meus amigos do grupo de louvor da igreja que congrego, assim eles perceberão que é bem possível conciliar louvor com evangelismo. As vezes parece que só querem ser músicos, o que é outro grande problema dentro de nossas igrejas...

    ResponderExcluir
  3. Tem gente que gosta de ser exaltado... enquanto isso... Luíza está no Canadá... kkk

    ResponderExcluir
  4. Anderson Sousa07 julho, 2012 00:38

    Não tenho nem o que descordar, rsrs. Muito edificante esse post. Ainda bem que ainda existem Cristãos que pensam iguais a Cristo. O que falta em muito evangélico que se diz Cristão e que resume esse post é a palavra: HUMILDADE

    ResponderExcluir

Somente comentários ofensivos serão moderados. Discordar de mim não é pecado, então discorde à vontade.