24 novembro, 2010

Subversão sim, mas que ela aconteça em mim

Nos últimos anos tem sido notório o crescimento do seguimento de Blogs Apologéticos e Subversivos na grande rede. Influenciado por eles (de certa forma) eu mesmo reativei um antigo Blog no ano passado, com uma nova cara, um novo nome e uma nova perspectiva. Logicamente que me refiro ao Blog Intervalo Cristão.

Eu acho super válido escrevermos, ensinarmos e combatermos conceitos e doutrinas contrárias ao Evangelho, assim como indicarmos soluções do Reino de Deus para o reino do homem. Mas espera um pouco ai, será que cabe a nós apenas escrevermos textos inspirativos sem que sejamos os maiores exemplos de subversão prática no dia-a-dia?

O que eu tenho percebido ultimamente é que às vezes nos perdemos no humor e esquecemos da seriedade do tema e da missão apologética, acabando por muitas vezes em não sermos a grande diferença que exigimos nos outros.

Eu pretendo continuar a subversão, acredito que trata-se de uma obra divina, mas espero que todos nós entendamos que o conflito criado por nossa agitação deve ser antes de tudo interno, gerado em nós. Assim como pensamos ser os remanescentes na pregação e no ensino do Evangelho Genuíno, sem barganhas, devemos ser também aqueles que vivem de acordo com esse Evangelho.

Ora, ser subversivo não é simplesmente escrever textos bonitos em nossos blogs ou frases impactantes no twitter, ser subversivo vai além, é ser aquele que ama de fato e em atitudes, amor este que, ao vir do Espírito de Deus, chega inundado de perdão e arrependimento e que nos faz sermos praticantes desse perdão num mundo onde essa prática é irrelevante.

Ser subversivo e apologeta é levar desaforo para casa, dando respostas bíblicas às questões da fé e do cotidiano, sem apelar para ofensas baratas, carregadas (ou escondidas com esta máscara) muitas vezes de humor, mas sem proveito prático para a vida das pessoas. O servo subversivo deve enfrentar primeiramente em si mesmo as questões que deseja tratar no reino da igreja institucionalizada, e vencer.

Não são nossas palavras que influenciarão uma mudança contínua e saudável, mas a nossa postura cristã diante das questões que têm influenciado o corpo de Cristo a levar uma vida destoante do Evangelho de Cristo.

Seremos sábios de verdade quando conseguirmos transformar o conhecimento doutrinário que alegamos ter, numa conduta semelhante à de Cristo, com julgamentos justos, amor irrestrito, serviço, perdão e paz com os homens. Nenhuma destas coisas se revela em palavras...

E que Deus nos ajude a sermos a diferença que desejamos ver...

Ruy Cavalcante



16 comentários:

  1. Oi Amigão o fato é simples assim, pregar o que vive e viver o que prega.

    ResponderExcluir
  2. Ruy vc escreve sério?! rsrsrsr
    Estava meditando em Tg 1:27, sobre qual a religião que agrada a Deus.
    Temos visto evangelhos distintos: um pra falar e outro pra viver...
    @solange_ev

    ResponderExcluir
  3. Paz Rodrigo,

    e que tanto o que pregamos, quanto o que vivemos, seja o Verdadeiro Evangelho de Cristo...

    Olá irmanzinha Solange,

    pois é, as vezes é preciso "escrever sério" também né, pois nem só de sorrisos vive um bom cristão, mas também de renúncia, serviço e amor..

    Deus te abençoe sempre..

    ResponderExcluir
  4. O testemunho pessoal fala muito mais alto. Você é aquilo que pratica.

    Palavras voam ao vento, e podemos sempre falar o que nos convém. As palavras podem mascarar a intenção do coração.

    Já o testemunho fala muito mais alto, mesmo sem palavras. As pessoas precisam enxergar e reconhecer Cristo em minha vida. Aquilo que prego, ou que escrevo, deve ser aquilo que pratico, as pessoas precisam ver isso no meu dia-a-dia.

    O parametro de comportamento é a palavra de Deus e o exemplo a ser seguido é o de Jesus Cristo.

    Não quero dizer com isso que seremos perfeitos. Longe disso, perfeito só Jesus, mas, Ele é o alvo, a meta, o estilo de vida a ser alcançado.

    Então, para que possamos atrair pessoas para o reino de Deus devemos exalar "o bom perfume de Cristo". Só assim, Deus nos usará para influenciar e salvar pessoas da morte eterna.

    ResponderExcluir
  5. Ruy parabens pelo mensagem.
    Faço minha a oração ( a ação ) que voce escreveu no fim do texto.

    'E que Deus nos ajude e sermos a diferença que desejamos ver...'


    Laudinei
    exemplobereano.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Mano PC,

    Perfeita suas colocações, precisamos influenciar as pessoas com nossas ações, apenas palavras não resolverão o problema...

    Paz irmão Laudinei,

    Acredito que a maioria de nós sabemos desta necessidade, as vezes apenas perdemos um pouco o foco...

    Grato pela sua visita, saiba que vc me inspirou bastante nestes ultimos anos, especialmente em sua batalha pelo retorno ao evangelho. Obrigado pela sua contribuição, e a de seus irmãos ai, em nossas vidas, ela é ímpar...

    Abração e que Deus abençoe sua vida sempre...

    ResponderExcluir
  7. Paz Ruy,

    Gostei muito da sua colocação...e mesmo envergonhada de admitir tais falhas falo pq mais do que debater questãos como essa, é necessária uma conscientização...isso mesmo; Qtos hj estão envolvidos por tais modinhas e vicios e mal sabem ou mesmo lembram da nossa verdadeira condição de Blogueiros Cristãos?

    ...e hj fui uma das que recordei de coisas que realmente importam...que fazer as pessoas rirem é bacana é bom, mas na realidade não ás edificam...até pq as piadas hj feitas em cima do evangelho, na crise cristão que vivemos hj que não tem nada de engraçado...são situações que deveriam ser levadas á sério...mas qtas vezes somos levados por essa onda de humor e modernidades? ...é eu confesso!

    E falo hj isso para q se tenha certeza de que essa palavra que li hj veio como flecha no meu coração...seja nas brincadeiras nos blogs como no testemunho...
    para lembrar-me de que cada palavra descrita no meu humilde blog, precisa ser mais que palvras, precisam ser o meu modo de vida e que o meu modo de vida precisa ser ao modelo de Cristo.

    ...e não se escandalizem com minha sinceridade, ao comentar as minhas falhas, mas isso é benção do Senhor pq essa palavra alcançou aquele que precisava...até pq somos todos irmãos em Cristo e quero continuar compartilhando a minha fé e vitórias com vcs.

    ResponderExcluir
  8. Glórias a Deus irmanzinha Kellen,

    Deus está sempre demonstrando sua preocupação conosco e saiba que esta palavra tbm veio ao meu coração e contra o meu modo de vida antes mesmo de vir na forma escrita.

    Cabe a nós a decisão de viver uma ilusão escondida por detrás de nossos blogs ou de viver em sinceridade, expressando em palavras aquilo que de fato buscamos viver diariamente..

    Deus te abençoe, o Reino de Deus está precisando de pessoas sinceras como vc está demonstrando ser.

    Foi realmente um prazer te conhecer.. paz

    ResponderExcluir
  9. "...às vezes nos perdemos no humor e esquecemos da seriedade do tema e da missão apologética, acabando por muitas vezes em não sermos a grande diferença que exigimos nos outros."

    Isso que você falou é o que realmente tenho visto por aí em vários blogs, puxa eu fico mais triste com isso do que com as pessoas que eles criticam.

    Que as misericórdias de Deus estejam sobre nós todos.

    ResponderExcluir
  10. Olá Clara, paz..

    Você tem razão, pois aquele que ensina tem dupla responsabilidade de agir conforme seu ensino... precisamos ser exemplos, exemplos não apenas no anúncio da verdade, mas no cumprimento dela tbm, e exemplos no amor...

    ResponderExcluir
  11. Olá Ruy!

    Tomei a liberdade de postar seu artigo em meu blog. Espero que não se incomode.

    Abração!

    Juntos na subversão reinista!

    ResponderExcluir
  12. Também compartilho desse sentimento camarada. A subversão tb me incentivou a criar um blog. Que Deus nos ajude nessa missão.

    Leia o meu último post e entenderá meu conflito.

    http://verboprimitivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Paz irmão Hermes,

    Você não precisa de licença para isso, vc é uma inspiração para a maioria de nós, blogueiros apologetas.. Deus te abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  14. Paz irmão Marcello,

    Sigamos juntos no caminho do Evangelho genuino então. Grande abraço, vou conferir e seguir seu blog.. paz

    ResponderExcluir
  15. Muito bom Ruy!

    Esse foi um dos melhores posts e que faz referência a toda crítica bem-vinda sobre a falta de doutrina.

    Que o fruto comece em nós, para que possamos assim, dar exemplo.

    Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  16. Grato irmão Deyver

    Precisamos ser os primeiros a serem incomodados com as exigências de um retorno ao evangelho, pois apenas escrever não ajuda muito...

    Abração e paz

    ResponderExcluir

Somente comentários ofensivos serão moderados. Discordar de mim não é pecado, então discorde à vontade.