25 julho, 2011

Cobertura Espiritual?

Por Ruy Cavalcante

Oito anos se passaram desde que minha esposa me afirmou, com a voz já alterada: “Ruy, nem mesmo se você me mostrar isso na bíblia eu acreditarei, pois eu acredito no que meu líder ensinou, eu aprendi assim e não vou mudar!”.

O susto ao ouvir isso foi grande e eu o considero um marco em minha vida. Foi neste dia que decidi nunca mais me omitir em relação ao ensino bíblico e comecei por minha casa. Desafiei minha esposa a estudar os fundamentos da fé durante um mês comigo, usando como única fonte literária a bíblia. Para a Glória de Deus, após um mês tudo mudou e ela disse outra frase de extrema importância para aqueles dias marcantes: “Ruy, como eu pude acreditar em tudo aquilo?”.

Mas a verdade é que eu tinha muita culpa no que estava acontecendo, pois mesmo observando o desenrolar das coisas, eu me omiti quando percebi que, ao deturpar o sentido de liderança cristã, estavam dominando a mente de minha esposa, ao ponto de ela dar preferência a autoridades humanas, em detrimento da autoridade de Deus, através de Sua Palavra. Isso aconteceu a partir do que conhecemos por “cobertura espiritual”.

Para ser bem claro, sou absolutamente consciente e convicto ao falar que a “cobertura espiritual” não é bíblica sendo, portanto, maldita (Gl 1:8).

Os adeptos de tal doutrina afirmam que (e não me digam que não, pois vivenciei isso) o nosso líder tem total autoridade sobre a nossa vida, ele é a nossa cobertura. Na verdade aqui é realizada uma grande deturpação do que a bíblia ensina sobre liderança.

Vou deixar que neste momento a bíblia fale por mim:
Todas as suas obras eles fazem a fim de serem vistos pelos homens; pois alargam os seus filactérios, e aumentam as franjas dos seus mantos; gostam do primeiro lugar nos banquetes, das primeiras cadeiras nas sinagogas, das saudações nas praças, e de serem chamados pelos homens: Rabi. Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi; porque um só é o vosso Mestre, e todos vós sois irmãos. E a ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque um só é o vosso Pai, aquele que está nos céus. Nem queirais ser chamados guias; porque um só é o vosso Guia, que é o Cristo. Mas o maior dentre vós há de ser vosso servo. Qualquer, pois, que a si mesmo se exaltar, será humilhado; e qualquer que a si mesmo se humilhar, será exaltado”. (Mt 23:5-12)

E ainda:

E ele, sentando-se, chamou os doze e lhes disse: se alguém quiser ser o primeiro, será o derradeiro de todos e o servo de todos”. (Mc 9:35)

...sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo”. (Ef 5:21)

Ora, na bíblia a regra é “eu me sujeito a você e você a mim”, na cobertura espiritual a coisa muda para “eu me sujeito a você e você manda em mim”.

Jesus foi muito claro a respeito deste assunto. Ele não anula o principio da liderança, mas afirma categoricamente que o único que tem domínio e autoridade sobre a vida pessoal de alguém é Ele Próprio, todos os outros são irmãos, iguais e se alguém desejar ser diferente, ser maior, então que seja o servo de todos. Isso é incrível!

Jesus é o nosso Senhor e não há outro além dEle. Ele não divide Sua Glória e Seu Domínio com ninguém (Is 42:8), toda autoridade está sobre Ele (Mt 28:18). Nós não podemos deixar o fardo suave de Jesus (Mt 11:30) por um novo jugo de homens dominadores:

Na cadeira de Moisés se assentam os escribas e fariseus. Portanto, tudo o que vos disserem, isso fazei e observai; mas não façais conforme as suas obras; porque dizem e não praticam. Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; mas eles mesmos nem com o dedo querem movê-los”. (Mt 23:2-4)

Devemos obedecer aos nossos líderes, eles estão numa posição espiritual que lhes atribui este direito e esta responsabilidade, mas não devemos nos colocar sob o jugo deles, pois aqueles que tentam dominar nossas vidas não representam a vontade de Deus, mas a de si mesmos.

O verdadeiro líder é aquele que ensina o discípulo a guardar o que Jesus ensinou (Mt 28:20), é alguém que serve a todos (Mc 9:35), que exorta e aconselha segundo os princípios do Evangelho (At 14:22), que busca não ser pesado e que dá valor a cada um dos discípulos (II Co 12:14).

O texto de Mateus 23:5-12 (transcrito anteriormente) traz nitidamente o que experimentei 8 anos atrás e mais ainda o que observo hoje em dia. Líderes que se aproveitam de uma doutrina antibíblica para difundir seus próprios ideais, legislando sobre a vida pessoal de seus seguidores e por estes defendidos, mais do que se dispõem a defender a fé genuína do Evangelho de Cristo.

Não pretendo esgotar este assunto num único artigo, pois há muito que se falar a respeito. Por hora peço apenas que meditem nestas passagens bíblicas e avaliem por si mesmos esta doutrina esdrúxula que recaiu sobre nossa igreja e nossas mentes, e tomem a decisão de viver um cristianismo bíblico. Eu não sou a fonte da verdade, mas a bíblia é.

Deus abençoe a todos com a sua sabedoria e com o seu discernimento. Paz...



10 comentários:

  1. Excelente postagem. Durante um breve tempo fui escravo dessa doutrina, mas meu espírito questionador não se adaptou e fui buscar embasamento bíblico para aquilo. Não achei.

    Não podemos trocar a prisão do sistema do mundo para a prisão da religiosidade, muito menos de líderes maus intencionados.

    Abraços fraternos!

    ResponderExcluir
  2. Paz Marcello,

    Concordo plenamente, liderar não é dominar, Jesus nos libertou do domínio do pecado para a liberdade, não para uma nova prisão... se tiver que ser dominado, que seja dominado por Cristo (pois seu jugo é suave e seu fardo leve) e não por um irmão..

    Deus te abençoe sempre...

    ResponderExcluir
  3. É triste ver como esta doutrina é propagada hoje em dia. Confesso que me achava um pouco rebelde, pois parecia ser o unico a ver isto na igreja em que frequentava. Mas hoje percebo que isto não passa de uma estrategia para manter membros presos as denominações. A "igreja" hoje dá mais valor ao que um líder fala do que ao que o verdadeiro Pastor ensinou. É lógico que existem autoridades na verdadeira igreja, que foram instituidas pelo Senhor, mas alguns tem usado disto para apascentar a si mesmos, e não o rebanho do Pastor, e quem sofre são os membros que estão buscando aprender, e acabam sendo doutrinados nestas teorias anti-biblicas.

    "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas?" (Ezequiel 34 : 2)

    Estes pastores trocaram o significado de apascentar por "amedrontar" ou "subjugar".

    A simplicidade do Evangelho está sendo deixada de lado hoje em dia, é triste mas é a realidade.

    Graça e Paz

    ResponderExcluir
  4. Paz Amor pelo Evangelho,

    Ótima contribuição a sua... a diferença entre líder e senhor é imensa.. Jesus é o nosso Senhor e Ele escolheu líderes para nos ajudar na caminha, não para que nós os ajudassemos nas suas caminhadas pessoais...

    Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  5. Cobertura de pancada é espiritual? Rsrrs

    Abraço, meu amigo.
    MZágari

    ResponderExcluir
  6. Maur�cio Z�gari,

    Lembro-me de quando meu "l�der" mandava que eu fosse at� sua resid�ncia as 07:00 da manh� para fazer seu caf�.. e o que � pior, eu ia! ehehehheh

    Deus te aben�oe irm�o, paz.

    ResponderExcluir
  7. Eu quero COBERTURA de CHOCOLATE para o sorvete... pode ser? rs

    ResponderExcluir
  8. Ruy seu texto esta no meu blog e continua ajudando pessoas, mesmo depois de quase 2 anos de sua publicação: Veja o comentário que recebi hoje, o autor não se identificou: ..."
    "otimo estudo meu querido escritor, glorias a Deus que vc enchergou a verdade a respeito deste tema, o mesmo Deus fez comigo, e louvo a Deus por este estudo que você desevolveu, me ajudou muitooo.. "


    Laudinei (exemplobereano.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  9. Amém Laudinei, que Deus possa nos ajudar nessa missão de suicídio social, que é anunciar as suas verdades. Vamos juntos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. ESSÊNCIA DA HONRA ou OBEDIÊNCIA CEGA?

    Korban (hb): Sacrifício

    Kabod (hb): Honra

    Thusia (gr): Sacrifício

    Time (gr): Honra



    Temos ouvido, lido e visto muitas coisas acerca desta palavrinha (pelo menos eu sim. Manaus é a terra do Korban rsrsrsrs). E eu fiquei estimulado a estudar para entender o porquê. Então decidi dar uma passeada nos livros, sim, livros, pois não confio muito em artigos web.

    Para não ser longo nas palavras e nas ideias, resolvi resumir meu pensamento em perguntas e por fim, uma advertência.

    Segundo esta neoteologia (Korban da Honra, ou Princípio da Honra), uma das suas diretrizes maiores é em relação à submissão ao líder (algo que e bíblico, claro! – Hb 13.17), onde não se questiona o líder, por mais errado que ele possa estar. É ele e Deus!

    A questão, dizem os adeptos, é que se você questiona, confronta o líder, você está quebrando este princípio, o Korban da Honra.

    Usa-se o exemplo de Davi que não feriu o princípio ao negar-se a ferir a Saul. Quem age contrário ao que fez Davi, atrai desonra para si, quebra a aliança com Deus e retarda as bençãos, trazendo um retrocesso na vida.

    Seguindo esta linha de raciocínio, Paulo desonrou e quebrou a aliança ao confrontar a Pedro diante dos gálatas (Gl 2.11-21).

    Questionar o líder, não faz de ninguém um desertor, um desonrado, um rebelde e muito menos um desgraçado. O confronto, o juízo, a inteligência e a fé da pessoa não podem ser reprimidas por falácias, por fábulas inventadas por manipuladores que usam e abusam da “autoridade” para então assim, manter o rebanho preso aos seus comandos.

    Honra não é ganha com argumentos espúrios, é ganha quando a humildade vai adiante dela (Pv 15.33). Temos o Mestre nisto! Ele mesmo disse que é “manso e humilde de coração” (Mt 11.29).



    Então eu pergunto:

    · Tenho que sacrificar minha inteligência, meu senso de juízo, minha fé, minha consciência porque não posso tocar no “ungido”?

    · Tenho que abrir mão de um direito que a PRÓPRIA Bíblia me deu?

    · Tenho que calar-me diante do erro crasso que permeia na Noiva do Cordeiro?

    · Tenho que assistir passivamente essa onda NEO que invadiu o Corpo de Cristo?



    Não, obrigado!

    Por conta disto eu digo:

    KORBAN? TÔ FORA!!!

    ResponderExcluir

Somente comentários ofensivos serão moderados. Discordar de mim não é pecado, então discorde à vontade.