08 novembro, 2011

Eu vou arrebentar!

Ouça a canção abaixo:


Este tipo de canção mostra bem o "estilo" de evangelho que muitos de nós temos buscado. Um tipo de evangelho absolutamente focado em mim mesmo, em minhas conquistas e desejos pessoais, em minha busca por satisfação e poder.

Sinceramente eu não entendo como um servo em Cristo impetra cantar algo assim sem sentir-se mal consigo mesmo. Pode parecer que faço aqui um julgamento pessoal, mas não, faço sim um julgamento de valor, valor do Evangelho de Cristo, pois a vitória deste está inserida em outro contexto, assim como suas bases se solidificam em outros valores.

Eu não costumo usar a nomenclatura “hino” para canções cristãs, mas essa é com certeza um dos hinos da “gospelândia”. Neste mundo particular de boa parte dos crentes, Jesus subiu numa cruz para que eu fosse prospero, realizasse meus sonhos pessoais e tivesse experiências sobrenaturais.

No Evangelho genuíno de Cristo as coisas são bem diferentes. Jesus foi crucificado para que eu não recebesse a justa condenação por meus pecados, para que eu escapasse da condenação eterna e alcançasse a amizade de Deus. Nada pode ter mais valor para o ser humano do que isso.
Falar de carro importado, empresa abençoada e dizer que assim glorificamos a Jesus é uma verdadeira afronta contra nossos irmãos que escreveram com sangue a história do cristianismo, permitindo que hoje eu e você tivéssemos liberdade de culto a Deus. Eles sabem o que significa glorificar a Deus na prática!
A grande marca e sinal do Evangelho foi e sempre será o sangue, a morte e a cruz (Mt 16:4).
O sofrimento e o sangue derramado de Cristo nos trazem à paz com Deus, e o sangue dos mártires atestam e confirmam o caminho da cruz. Nossa vitória é Cristo e não um carro importando, mesmo que a morte e tortura seja o destino daqueles que professam seu nome. Mesmo morrendo, viveremos, lembram?
Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá”. (Jo 11:25)
E vi que a mulher estava embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Jesus. Quando a vi, maravilhei-me com grande admiração”. (Ap 17:6)
O evangelho das vitórias temporais, do triunfalismo e da prosperidade é absurdamente raso, inútil, impuro e falso!
Ele não tem poder algum para transformar corações, restaurar famílias e nos aproximar de Deus, antes nos coloca num universo de falsa espiritualidade, com aparência de piedade e de unção divina, causando a morte daqueles que não conseguem se libertar dele.
Fujam dele irmãos. Servir a Jesus nunca foi tão glamoroso como tentam nos pintar hoje em dia, pois ele exige renúncia e isso gera conflitos e perseguições.
Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me”. (Lc 9:23)
Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa. Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim”. (Mt 10:34-38)
E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições”. (II Tm 3:12)
A benção de Deus existe sobre nossas vidas, mas a coisa não é por ai.
Paz.
Ruy Cavalcante



14 comentários:

  1. Nossa, irmão, o que fizeram com o Evangelho? Muito triste com essa situação. Não consegui sequer ouvir a música inteira...

    Abraço! Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  2. É maninha Eliana,

    Acho incrível como as pessoas não percebem que este evangelho não está funcionando, que nao tem poder contra o pecado, que não restaura vidas...

    A morte de Cristo nao for por dinheiro, foi por amor, pensando na restuaração de corações e não de contas bancárias..

    ResponderExcluir
  3. Hei Ruy, Paz Amado!

    "Falar de carro importado, empresa abençoada e dizer que assim glorificamos a Jesus é uma verdadeira afronta contra nossos irmãos que escreveram com sangue a história"

    Concordo em parte com esta afirmação, acho um pouco extrema. Creio que é possível glorificar o nome de Jesus na prosperidade financeira sim, claro se isso for a vontade de Deus. E obviamente concordo que é muito errado "prender" o evangelho nisso ou buscar isso acima de buscar a vontade de Deus.

    Como disse o Irmão Paulo: "...aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade."
    Filipenses 4:11-12

    ResponderExcluir
  4. Paz mano Ruy,

    Mais uma canção da Vergonha Alheia Records.
    Os mercadores tem ensinado esse tipo de "evangelho" e os artistas só fazem o eco dessa vergonha...

    Abraço.
    Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  5. Só complementando agora que ouvi a música. No contexto dela a frase que comentei acima não é tão extrema afinal. :D

    ResponderExcluir
  6. Nossa Ruy, agente sempre acha que ja viu de tudo até vir um pior! kkkk

    ResponderExcluir
  7. Paz mano Willian Borges,

    Eu só sei de uma coisa, glorificar a Deus quando tudo está bem, dirigindo um carro importado e lucrando em minha empresa é algo bem fácil de se fazer, semelhante a amar apenas aquele que te faz o bem... esse é o contexto de minha crítica e isso é tudo, menos Evangelho.

    ResponderExcluir
  8. Verdade Rodrigo D'Cristo e Kendi..

    Cada dia a coisa piora um pouco, cade lutero nessas horas? ehehehheheh

    ResponderExcluir
  9. Gente, já vi muita coisa trash-gospel, mas essa foi demais. É um dance-tecno-pop gospel...
    Ninguém liga "aqui,agora": sacrifício pessoal, amor ao próximo, fartura na mesa do próximo...
    Essa é da série: "Sou filho de Deus, irmão de Jesus. Será que sou fraco?"

    Deus abra nossos olhos...e tenha misericórdia!!

    ResponderExcluir
  10. Oi, mano. pelo seu comentário no portaldoperegrino achei que vc era meio adepto da doutrina da prosperidade. Agora vejo que não. Parabéns pelo blog e pela postagem. Muito bem escrito. Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  11. Daniel Graco,

    Não lembro do comentário, mas se pareceu isso, com certeza foi um extremo mal entendido, com certeza :))

    Grande abraço e que Deus o abençoe..

    ResponderExcluir
  12. Gente, não vou nem ouvir tudo, só a misericórdia de Cristo!

    ResponderExcluir
  13. que musica linda! principalmente na hora do carro importado esse cara foi usado pelo senhor na hora de compor essa musica!!aleluia!!1

    ResponderExcluir

Somente comentários ofensivos serão moderados. Discordar de mim não é pecado, então discorde à vontade.